quarta-feira, 15 de junho de 2016

Acerto entre CBF e Tite ainda não aconteceu


Escolhido pelo presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, para assumir a seleção brasileira após a demissão de Dunga, anunciada nesta terça-feira (14), o técnico Tite, do Corinthians, se reuniu com a cúpula da entidade para definir as condições para a aceitar o cargo, mas não houve acordo.

Por volta da 0h desta quarta (6), a reunião foi suspensa sem fechar a contratação. Nem Tite nem Del Nero falaram, mas a assessoria da CBF disse que a primeira conversa foi boa, mas que não foi conclusiva e que seria retomada “muito em breve”.

Nesta quarta-feira, o técnico da seleção sub-23, Rogério Micale, irá enviar a pré-lista de 35 jogadores que poderão disputar os Jogos Olímpicos, já que o prazo termina amanhã.
Definir quem irá comandar a seleção olímpica nos Jogos é uma das prioridades da CBF, já que o Brasil estreia no dia 4 de agosto, portanto daqui a menos de dois meses.
Tite, 55, que participou da reunião junto com seu auxiliar no Corinthians, Cleber Xavier, já havia indicado a pessoas próximas que deve aceitar o convite -antes, havia recusado quatro vezes contatos com emissários da CBF.

Antes do treino desta terça do Corinthians, que ele comandou, Tite também esteve reunido com o presidente do clube, Roberto de Andrade.

O treinador e o dirigente não falaram com a imprensa após saírem do CT do clube, na zona leste de São Paulo. Segundo o zagueiro Balbuena, que conversou com os jornalistas, Tite nada disse ao elenco sobre ir para a seleção.

Caso seja mesmo contratado, Tite será o quarto treinador das gestões dos aliados José Maria Marin (2012 a 2014) e Marco Polo Del Nero (2015 em diante). Ele virá depois de Mano Menezes, Luiz Felipe Scolari e Dunga.