quarta-feira, 15 de junho de 2016

Bebidas muito quentes podem causar câncer, diz agência de saúde da ONU


Um relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quarta-feira apontou que “provavelmente” a ingestão de bebidas muito quentes podem causar câncer. De acordo com o estudo, a temperatura superior a 65º é um fator de risco para que a doença apareça no esôfago.

Para chegar a essa conclusão, a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC), da OMS, analisou mais de 1.000 estudos científicos realizados anteriormente para verificar a relação entre o consumo de café e a ocorrência do câncer. A organização constatou então que a temperatura, e não a substância em si, pode ocasionar a doença.

Diante da nova evidência, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deverá fazer uma série de alertas sobre os malefícios e benefícios de ingerir bebidas quentes. Na década de 1990, a IARC sugeriu que o café provavelmente causaria câncer. Afirmação que deve ser revista a partir dos novos estudos.

” Esses resultados sugerem que ingerir bebidas muito quentes é um das prováveis causas de câncer de esôfago e que é a temperatura, mais que as substâncias em si, que parecem ser responsáveis”, afirmou o diretor da IARC, Christopher Wild.

Um porta-voz da IARC afirmou ainda que os estudos foram feitos na China, no Irã, na Túrquia e na América do Sul, lugares onde tradicionalmente café e chá são ingeridos a altas temperaturas, superiores a 65º.