domingo, 12 de junho de 2016

Mar invade duas obras olímpicas em Copacabana

A ressaca no mar de Copacabana derrubou grades e invadiu neste domingo (12) dois canteiros de obras olímpicas: a arena de vôlei de praia e os estúdios de TV.

As duas instalações estão sendo erguidas em pontos diferentes das areias da praia.

A força da água foi tanta que arrastou as grades colocadas em volta da obra. Com a previsão de ressaca neste final de semana, operários levantaram na sexta (10) barreiras de areia de mais de dois metros para proteger a arena. Mesmo assim, a água conseguiu avançar por boa parte do canteiro, localizado próximo do posto dois.

O Comitê Organizador dos Jogos informou que a barreira de areia tinha objetivo de minimizar os efeitos da ressaca, o que “foi obtido com sucesso”. De acordo com os organizadores, “a estrutura ficou molhada, mas as ondas não afetaram a estrutura da arena. Não houve maiores estragos”.

O mar está agitado no Rio por causa da frente fria. Segundo o Centro de Hidrografia da Marinha, até segunda (13) as ondas podem chegar a 3,5 metros. No sábado (11), foi registrada uma onda de seis metros na entrada da baía de Guanabara.

Apesar da construção da arena de vôlei ter sido embargada na última sexta (10), operários entraram no canteiro para retirar máquinas e materiais da obra.

Em outro ponto de Copacabana, nas proximidades da rua Bolivar (no posto cinco), a estrutura levantada para receber os estúdios de TVs na praia durante os Jogos também foi tomada pela água no início da manhã. As grades próximas ao mar foram destruídas, mas os equipamentos não foram danificados.