quarta-feira, 15 de junho de 2016

MP denuncia ex-BBB Laércio por tentativa de estupro e tráfico de drogas


O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou à Justiça o ex-BBB Laércio de Moura, de 53 anos, preso desde o dia 16 de maio, por crimes de estupro, fornecimento e tráfico de drogas. Se a Justiça aceitar a denúncia, Laércio pode pegar até 68 anos de prisão. No inquérito constam dois estupros numa mesma vítima e uma tentativa em outra.

A polícia encontrou provas que incriminam o designer de tatuagem em arquivos de mídia (computador, pen drives e celulares) e ainda vai incluir as informações no inquérito concluído pela delegada Daniela Corrêa Antunes Andrade, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Após um período de adaptação na área de triagem da Casa de Custódia de Curitiba (CCC), Laércio foi transferido para uma cela com outros cinco presos, acusados pelo mesmo crime. “Ele está calmo, não reclamou de nada. Não há nenhum tipo de violência porque todos ali são suspeitos”, disse seu advogado, Ronaldo Manuel Santiago.

Visita da mãe

Regina Maria Schinemann, de 76 anos, mãe de Laércio, conta que ainda não conseguiu ver o filho pessoalmente. “Apenas recebi uma carta dele falando que o local era limpo e que ele estava sendo bem tratado”, disse a dona de casa. Ela espera reencontrá-lo no próximo sábado. “Estou enfrentando uma burocracia porque meus documentos foram expedidos pelo Exército que não liberou informações necessárias para a minha entrada”, lamenta.

Láercio de Moura, de 53 anos, foi preso em casa, no Paraná, no dia 15 de maio no Paraná, acusado de praticar crime de estupro de vulnerável e de fornecer bebidas alcoólicas para uma adolescente de 13 anos. Ele estava sendo investigado havia três meses, ou seja, assim que deixou o “Big brother Brasil”. Na casa do ex-BBB foram apreendidos três celulares, computador, HD externo, diversos pen-drives e Cds.

Polêmica no ‘BBB’

Durante a passagem pelo “BBB 16”, Laércio revelou que costumava se envolver com mulheres mais novas (“Só aparecem novinhas mesmo, tipo 17, 18, 20”, declarou ele no confinamento) e foi até alvo de polêmicas após ser chamado de pedófilo pela participante Ana Paula Renault. Em recente conversa com o EXTRA no dia 29 de abril, ele explicou sua aproximação com as mais jovens.

“Não é uma questão de preferência, mas, sim, de oportunidade, pois eu frequento baladas, lugares em que, geralmente, são frequentados por mulheres mais novas. Não peço pra ver a carteira de identidade para ficar com uma mulher. Se ela está na balada, sei que tem acima de 18 anos”, justificou.

O ex-BBB também contou que desde que deixou o programa, no início de fevereiro, estava aproveitando ao máximo o carinho do público, principalmente o feminino. Na festa final do “BBB”, em março, Laércio foi fotografado beijando uma moça que, segundo ele, tem “entre 22 e 24 anos”.

“Recebo muito carinho e cantadas. Sou solteiro, quero mesmo é aproveitar. Estou pegando todas, não tenho do que reclamar”, disse. Na ocasião, Laércio também contou que teve suas contas no Facebook e Instagram bloqueadas. “Não sei o que aconteceu”, reclamou, na época.