sexta-feira, 17 de junho de 2016

Mulher que matou o marido por não fazer sexo é condenada à prisão perpétua


Uma mulher indiana, de 54 anos, foi condenada à prisão perpétua por ter matado seu marido após ter ficado revoltada com a falta de interesse sexual do parceiro. Vimla Vaghela, inicialmente alegou que teria matado o homem em legítima defesa, mas a investigação concluiu que na verdade o que houve foi um assassinato.

De acordo com o Popular, Vimla suspeitava de uma traição do companheiro e, então, em um acesso de raiva ela começou a espancá-lo com um pedaço de madeira. Narsinh não resistiu aos ferimentos e morreu.