quarta-feira, 22 de junho de 2016

Nova droga antienvelhecimento será testada em humanos a partir de julho


Pesquisadores da Universidade Washington, nos Estados Unidos, e da Keio University, no Japão, estão trabalhando em conjunto a fim de desenvolver uma droga capaz de retardar os efeitos do envelhecimento em humanos. O estudo começará no início de julho e a tal droga será testada em pessoas.

Os estudos clínicos serão realizados para determinar se a droga é eficaz e segura para o consumo humano, conforme informações do Japan News, que também informou que testes anteriores da substância realizados em animais obtiveram resultados satisfatórios. A substância em questão se chama NMN e será fornecida para pelo menos dez humanos adultos e clinicamente saudáveis.

Passando essa primeira fase dos estudos, a etapa seguinte determinará se a droga realmente causará os efeitos antienvelhecimento desejados. Quando testada em ratos, os pesquisadores descobriram que problemas na visão e dificuldades metabólicas relacionadas ao envelhecimento foram revertidos, e esperam obter os mesmos resultados nos humanos.