sexta-feira, 17 de junho de 2016

Prefeitura retira nome de Sarney de viaduto em Ribeirão Preto

O ex-presidente José Sarney deixará de ter seu nome homenageado no primeiro viaduto construído em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo).

A prefeita da cidade, Dárcy Vera (PSD), publicou decreto na edição do “Diário Oficial do Município” desta sexta-feira (17) oficializando a alteração do nome do viaduto, inaugurado em 1986, quando Sarney era presidente da República.

A retirada do nome do ex-presidente do viaduto, que interliga as avenidas Meira Júnior e Independência, já tinha sido aprovada pela Câmara em 2009, mas não tinha sido sancionada pela prefeita.

Dárcy e seu secretariado passaram a ser cobrados da mudança de nome após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ter enviado na última semana ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedido de prisão do ex-presidente, do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do senador Romero Jucá, todos peemedebistas.

Há dois anos, um protesto já havia rebatizado o viaduto.

À época da aprovação, a Câmara usou como argumento para a alteração denúncias envolvendo o peemedebista, então presidente do Senado, como a nomeação de assessores por meio de atos secretos.

Com a decisão, o viaduto passará a se chamar Jandyra de Camargo Moquenco, ex-diretora do jornal “A Cidade”, que morreu em 2009. A troca do nome no viaduto deve ser feita na próxima semana.

João Gilberto Sampaio, prefeito da cidade entre 1983 e 1988 e responsável pelo batismo, disse quando a Câmara aprovou a alteração que “talvez fizesse o mesmo”. “Naquela época [anos 80], o Sarney estava no auge e ia relativamente bem”, disse à Folha de S.Paulo à época.