sexta-feira, 22 de julho de 2016

Amante de empresário da Telexfree morto na BA armou crime, diz polícia


Uma jovem de 20 anos que, segundo a polícia, era amante do empresário Dorian da Silva Santos, um dos pioneiros da Telexfree na Bahia e que foi morto no município de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, foi levada para a delegacia, nesta quinta-feira (21), e confessou ter planejado o crime contra a vítima. A informação foi divulgada pelo delegado Gustavo Coutinho, titular da Delegacia de Homicídios da cidade, que está à frente das investigações.

Segundo a polícia, a jovem, Daiane de Oliveira Dias, desde os 15 anos de idade tinha um relacionamento com o empresário, que era casado. “Ela confessou que planejou o crime contra ele, mas disse que queria apenas roubar o carro da vítima e que a inteção não era matá-lo. O empresário era casado, mas se encontrava com ela [Daiana] esporadicamente”, destacou o delegado, que informou ao G1 que o veículo seria vendido por R$ 7 mil.

De acordo com a polícia, a mulher é natural de Salvador, mas morava com os pais em um povoado do município de Serra Preta, mesma cidade onde o empresário residia. A suspeita foi localizada pela polícia escondida na casa de uma avó, na Rua Graça Aranha, no bairro Campo Limpo, em Feira de Santana, após ser denunciada pelos dois homens presos pelo crime na noite de quarta-feira (20), Joanderson Menezes Lima e Davi Rios de Oliveira. De acordo com a Polícia Civil, os comparsas também alegaram que a jovem planejou o crime.