terça-feira, 5 de julho de 2016

Congresso pode ter aprovado impeachment de forma oportunista, diz FHC em entrevista a Al Jazeera

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) deu uma entrevista à emissora Al Jazeera, do Qatar, que foi transmitida no último sábado (02/07), sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ele diz que a “campanha [pelo impedimento] veio do do povo, das massas nas ruas, não do Congresso”, mas que este “pode o ter aprovado de forma oportunista”.

Ao ser perguntado pelo âncora Mehdi Hassan se Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente afastado da Câmara dos Deputados; Waldir Maranhão (PP-BA), presidente interino da Casa; Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado; e o presidente interino Michel Temer (PMDB-SP), envolvidos em escândalos de corrupção, teriam credibilidade para votar o impeachment de Dilma, Fernando Henrique diz que os motivos que levaram o PMDB a retirar o apoio à atual presidente afastada “são diferentes” dos motivos pelos quais ele apoia o impeachment. Sem responder diretamente à pergunta, mesmo com a insistência do apresentador, o ex-presidente disse que eles “não lideraram campanha pelo ‘impeachment'”.