segunda-feira, 4 de julho de 2016

Enem tem alta de 46% no uso de nome social por transexuais

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) afirma que aumentou em 46% o número de travestis e transexuais que utilizarão o nome social no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. Ao todo, 408 pessoas tiveram a solicitação atendida, segundo o Inep. Na edição anterior, foram 278. Ao todo, o órgão recebeu 842 solicitações. Destas, 434 foram reprovadas porque os interessados não encaminharam a documentação, conforme exigia o edital do exame.