quinta-feira, 21 de julho de 2016

Mulher de Temer ficou incomodada com a exposição que poderia ter


A ida de Marcela Temer, mulher do presidente interino, Michel Temer, e de seu filho para Brasília tem provocado mudanças na rotina e nos protocolos do Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência da República. Uma das medidas tomadas recentemente foi a proibição do uso do estacionamento público localizado na entrada do local, que chegou a ter seu acesso bloqueado por um período logo que Temer assumiu o comando do país, em maio deste ano.

Segundo a Folha apurou, Marcela ficou incomodada com a exposição que poderia ter e com a possibilidade de que fossem feitas fotos da área privativa do palácio caso a imprensa ficasse naquele lugar. Na semana passada, por exemplo, ela e Temer fizeram uma caminhada no perímetro interno do palácio registrada por cinegrafistas e fotógrafos.

Na terça (19), os jornalistas que acompanharam o jantar de Temer com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), já não puderam usar o estacionamento. Os seguranças do Jaburu indicaram, então, uma outra região onde os carros de reportagem e veículos particulares poderiam ser estacionados. Os locais improvisados eram em cima de um canteiro de grama afastado da entrada da residência, que teve parte do meio-fio quebrado para facilitar o acesso, ou em uma faixa de asfalto “zebrada” com a marcação de proibição para o tráfego. Ambos irregulares, portanto.