terça-feira, 12 de julho de 2016

Pré-candidato a prefeito no RN é condenado por agredir homossexuais

A juíza de direito Éricka de Paiva Duarte Tinoco condenou, no último dia 7 de julho, o empresário Luis Eduardo Bento da Silva, pré-candidato a prefeito de Maxaranguape, a pagar R$ 13.500, corrigidos monetariamente, por danos materiais e morais causados ao casal homossexual Luciano Henrique Roese e Graco Alexandre Alcântra Guedes.

De acordo com a agência Acarta Comunicação, Luciano e Graco denunciaram à Justiça as agressões que sofreram no restaurante Portal de Maracajaú, pelo próprio dono do estabelecimento, Luis Eduardo, que deferiu golpes dilacerando lábios e quebrando o aparelho dentário de uma vítima.

O processo, de número 0008593-37.2010.8.20.001, tramitou na 8ª Vara Cível de Natal. Os autores da ação denunciaram que, no dia 21 de março de 2008, foram almoçar no restaurante de Luis Eduardo com um grupo de amigos e que, ao saírem, foram abordados com termos discriminatórios pelo fato de serem gays, como “Lá voltam as gazelas saltitantes”.

Ao questionarem o estabelecimento, foram surpreendidos com agressões verbais e físicas do próprio Luis Eduardo, que inclusive partiu pra cima de Graco deferindo-lhe um golpe na boca. O golpe foi tão violento que travou a parte de baixo do aparelho ortodôntico da vítima. Na ocasião, a outra vítima, Luciano, foi atingido por uma cadeirada de madeira nas costas. As duas vítimas foram imobilizadas pelos funcionários e espancadas.