domingo, 3 de julho de 2016

Um carro é roubado a cada duas horas na Região Metropolitana de Natal

Nos cinco primeiros meses deste ano, os casos de roubo e furto de veículos registrados na Região Metropolitana de Natal tiveram um aumento de 36,7%, quando comparado ao mesmo período do ano passado, segundo dados fornecidos pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine), da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (Sesed). Somente entre janeiro e maio de 2016, 2.017 veículos foram envolvidos em delitos, contra 1.475 no mesmo intervalo de tempo em 2015.

Isso significa que, em média, um veículo é alvo da ação de criminosos a cada duas horas nas cidades que compõem a Região Metropolitana de Natal. A maioria dos casos, de acordo com o delegado da Delegacia de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), Licurgo Nunes Neto, acontece na capital potiguar, sendo os bairros periféricos da cidade os mais sujeitos a sofrerem com ações de criminosos.

Apesar dessa constatação, Licurgo afirma que, levando em consideração os dados estatísticos da Deprov, é possível notar que há uma sazonalidade no que se refere às regiões mais sensíveis a roubos e furtos em Natal. Segundo o delegado, na medida em que as forças de segurança se voltam para a cobertura de uma área que apresenta um elevado número de delitos, novos crimes surgem em regiões que antes eram pouco afetadas.

Abril deste ano foi o mês o que registrou o maior número de delitos envolvendo veículos. Foram 414 roubos e 40 furtos em 30 dias. O montante é quase o dobro do que havia sido registrado no mesmo período em 2015, quando aconteceram 27 furtos e 261 roubos.

Veja matéria completa do Novo Jornal AQUI