segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Conviveremos com o outro lado da “medalha”

Brasileiro está de alma lavada, com auto-estima inflada. Pelo menos até hoje, final das Olimpíadas do Rio de Janeiro. Amanhã, não. Voltará à realidade.

Conviverá com outro lado da ‘medalha’ na vida real. Descobrirá outra vez que o alto custo desse festim, como também do Panamericano e da Copa do Mundo em tão pouco espaço de tempo, explica um pouco o que passamos na Segurança, Saúde e Educação.

O velho método do pão e circo mais uma vez funcionou. Nesse espaço de tempo das Olimpíadas, sumiu do noticiário o Rio que não funciona – o Brasil que não tem dado certo.