sexta-feira, 12 de agosto de 2016

‘Discurso líquido’ atinge de morte o “Resto do RN”

Que papelão fez e faz o Governo do Estado em relação à Segurança Pública, hein?

Discurso líquido de campanha terminou evaporando na prática real.

De novo testemunhamos governo que secciona o RN em duas partes: a Grande Natal e o “Resto do RN”. Forças Militares nesse nicho e nada abaixo.

Aos poucos Natal e arrabaldes são devolvidos à paz (ou tranquilidade mórbida).

Da Reta Tabajara para cá, nada. A Polícia Militar e a Polícia Civil que se virem com suas limitações de pessoal, equipamentos e inteligência.

Discurso líquido do “governador da segurança” se volatiza a cada momento.

Foi arrimado na retórica do caos da era Rosalba Ciarlini (PP).

Hoje são iguais.

Cara de um, focinho do outro.

Pobre RN!