segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Endocrinologista alerta para aumento de casos de diabetes infantil

Chocolates, balas, pirulitos, refrigerantes e biscoitos recheados. Guloseimas como essas fazem parte da rotina das crianças. Contudo, o consumo excessivo de açúcar entre os pequeninos tem ocasionado no aumento significativo de diabetes infantil. Somente no Brasil, segundo o Ministério da Saúde, mais de 10 milhões de pessoas têm diabetes; destas, mais de um milhão são crianças e adolescentes. A diabetes consiste na alteração de níveis de açúcar do sangue, decorrente da falta de produção ou da falta de ação da insulina, um importante hormônio produzido pelo pâncreas.

A endocrinologista do Hapvida Saúde, Jamile Santos, esclarece que na infância e na adolescência a incidência maior é a diabetes mellitus tipo 1, doença do sistema endócrino caracterizada por hiperglicemia crônica. “A diabetes tipo 1 é causada pela destruição pelo sistema imune das células do pâncreas secretoras de insulina. Já a tipo 2 é muito mais frequente no adulto, porém sua incidência vem aumentando na infância devido ao número crescente de casos de obesidade infantil. Nesse último caso, o organismo produz insulina, mas fica mais resistente a seus efeitos”, explica.