domingo, 21 de agosto de 2016

Globo investiu R$ 800 milhões nas Olimpíadas Rio 2016


Localizado bem no centro do equipamento sediado na Barra da Tijuca, a poucos metros dos ginásios, um prédio de 500 metros quadrados e três andares, com fachada de vidro nos dois pisos superiores nada mais é que um estúdio panorâmico, que serve como “casa” para Globo e Sportv, e foi uma das principais apostas da emissora para a cobertura da competição e funciona como demonstração de poder da empresa de mídia na Rio-2016.

“Desenvolvemos um espaço lindo, tecnológico, interativo e estrategicamente localizado com uma visão incrível do parque. É a casa da Globo, no coração da Olimpíada. Estamos prontos para levar as informações de uma forma dinâmica para o público”, disse o diretor-executivo de esportes da Globo, João Pedro Paes Leme, antes da inauguração do espaço.
De acordo com o “UOL”, para conseguir tal feito, a emissora dos Marinho desembolsou quase US$ 250 milhões (R$ 800 milhões) somente na Rio 2016.

A Record, por sua vez, que está sofrendo com a transmissão das Olimpíadas, gastou no total US$ 44 milhões, entre direitos e gastos com produção. A Band também gastou outros US$ 40 milhões, valor que deve ser diluído na já tradicional parceria da Globo.