segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Incêndios recuperam força no norte de Portugal


Os incêndios florestais que castigam o norte de Portugal desde a última sexta-feira (5) recuperaram intensidade neste domingo à noite (7), enquanto mais de 3.000 homens lutavam contra 160 focos, entre eles oito considerados “importantes”.

Nos arredores de Aveiro, três grandes incêndios estavam sendo combatidos por 370 bombeiros, cinco aviões e um helicóptero, segundo os serviços de Defesa Civil.

Nessa região, as autoridades chegaram a bloquear três autoestradas à tarde, que foram reabertas no final do dia, de acordo com a Guarda Nacional Republicana (GNR). Segundo a imprensa portuguesa, um e um povoado foram evacuados.

Viana do Castelo foi atingida por dois incêndios intensos, mobilizando mais de 200 homens e um helicóptero.

Outro incêndio, que ameaça desde sexta-feira Melres e Medas, a menos de 20 km do Porto, destruiu uma casa neste domingo e se aproximava de centenas de outras, disse à AFP o prefeito dessa localidade de 6.000 habitantes, José Andrade, acrescentando que cerca de 50 moradores foram retirados.

“Nos faltam recursos. Toda a localidade trabalha com os bombeiros. Precisamos de ajuda”, convocou.

Quase 180 homens e quatro aviões foram mobilizados para tentar controlar esse incêndio, no qual dois bombeiros ficaram feridos no sábado – um, por inalação de fumaça, e outro, por uma queda.