quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Julgamento de Dilma confirmado para iniciar dia 25 e vai ouvir testemunhas no fim de semana

O Globo

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, anunciou que o julgamento final da presidente afastada Dilma Rousseff poderá ouvir testemunhas no final de semana, especialmente no sábado, se necessário. Lewandowski, que comanda o processo de impedimento no Senado, disse que primeiro se esgotará a oitiva das testemunhas – duas de acusação e seis de defesa -, admitindo que isso pode acabar apenas no sábado.

Todo esse processo poderá durar até sete dias. O cronograma prevê o início do julgamento dia 25, mas a votação final só deve ocorrer na terça-feira (30), podendo se arrastar pela madrugada de quarta-feira (31), pelo menos.

Embora o presidente do processo de impeachment prefira que as oitivas se encerrem na sexta-feira, a expectativa é que essa fase só termine no sábado, pelo menos.