segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Morte de Juscelino Kubitschek completa 40 anos nesta segunda


Há exatos 40 anos, morria o ex-presidente da República, Juscelino Kubitschek. Ele faleceu em 22 de agosto de 1976, durante viagem de carro na rodovia Presidente Dutra no antigo quilômetro 165 (atual quilômetro 328), na altura da cidade fluminense de Resende. Segundo as autoridades da época a história oficial que relatava sua morte em um mero acidente automobilístico.

O automóvel em que viajava, um Chevrolet Opala, colidiu violentamente com uma carreta carregada de gesso após o carro ter sido fechado por um ônibus, No entanto, o corpo do seu motorista e amigo Geraldo Ribeiro, que também perdeu a vida nesse acidente, apareceu com uma perfuração semelhante as deixadas por um disparo de arma de fogo na cabeça, segundo fontes da segurança em 1976.

O fato levou muitas pessoas a afirmarem que o ex -presidente havia sido vítima de assassinato. No entanto, em 22 de abril de 2014 a Comissão Nacional da Verdade concluiu que JK não foi assassinado pela ditadura militar e que sua morte foi acidental.

Até hoje, o local do acidente é conhecido como “Curva do JK”, antes conhecido como “Curva do Açougue”. Mais de 300 mil pessoas assistiram ao seu funeral em Brasília, onde a multidão cantou a música que o identificava: Peixe Vivo. Seus restos mortais repousam no Memorial JK, construído em 1981, na capital federal do Brasil, Brasília, por ele fundada.

Diário do Poder