terça-feira, 9 de agosto de 2016

MPF quer que a Justiça declare bens de Cid Gomes indisponíveis

O procurador Oscar Costa Filho, do Ministério Público Federal no Ceará, pediu à Justiça que torne indisponíveis bens do ex-governador Cid Gomes a fim de ressarcir o Banco do Nordeste por um empréstimo considerado irregular. Uma empresa de Cid Gomes, a Corte Oito Gestão e Empreendimento Ltda., contraiu a dívida de R$ 1,3 milhão para construir um galpão, alugado a uma cervejaria, em sua terra natal: Sobral. A história foi revelada por ÉPOCA em janeiro de 2015.

Procurada por EXPRESSO, a assessoria do ex-governador disse que ele não se manifestaria, pois não havia sido notificado a respeito do pedido do Ministério Público.

ÉPOCA