quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Na disputa, tem candidato que não paga nem promessa a santo; fiquem atentos!


Comenta-se muito por Japi sobre o candidato a vereador que a palavra não vale um risco na água. Antes do pleito, ele promete mundos e fundos a gregos e troianos, faz acordos e mais acordos, mas acaba “abrindo” da palavra.

Como diria Mão Santa, atentai bem!