sábado, 6 de agosto de 2016

Pelé tenta se recuperar para participar da festa de encerramento da Olimpíada no Maracanã


Debilitado fisicamente e abalado emocionalmente por não ter conseguido participar da cerimônia de abertura da Olimpíada, Pelé tenta se recuperar para participar do encerramento dos Jogos no Maracanã. Organizadores e o Rei do Futebol ainda têm esta esperança. O comunicado oficial de que ele não teria condições de acender a pira olímpica só foi feito ao Rio 2016 na manhã desta sexta-feira, dia do evento, mas a constatação de que Pelé não teria condições foi há 15 dias, quando ele recebeu a tocha no seu museu, em Santos.

Segundo o ESPN, o Rei foi muito exigido e sentiu muitas dores ao ter de esperar a chegada da tocha. Na sacada do museu, o ex-camisa 10 do Santos esperou por mais de 1h30 até que a chama chegasse. Passou quase todo o tempo escorando num banco de madeira, na sacada, presenciado por dezenas de pessoas que aguardavam pelo momento. O comitê Rio 2016 orientou que ele não caminhasse com a tocha, para evitar que se interpretasse o ato como uma condução da tocha, o que forçaria a inabilitação dele como acendedor da pira no Maracanã. Mas mesmo que o Rei quisesse desobedecer, não conseguiria, segundo pessoas próximas.