quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Servidores do RN temem perder o emprego

Servidores do Estado temem perder o emprego, após a publicação no diário oficial do Estado do RN da recomendação feita pelo procurador-geral de Justiça do RN, Rinaldo Reis, que trata da necessidade de redução das despesas do Estado ao patamar inferior ao limite prudencial, previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O documento aconselha que sejam feitos cortes em cargos comissionados e exoneração de servidores estáveis ou não.

O corte no número de servidores afeta diretamente à prestação dos serviços públicos à população, como educação e saúde. Além disso, o Rio Grande Norte possui um déficit de servidores públicos. É cada vez mais comum, encontrar empresas terceirizadas ocupando os cargos que deveriam ser preenchidos por trabalhadores do Estado.

O SINSP RN elaborou juntamente com a assessoria jurídica, um ofício solicitando uma audiência com a Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) e a criação de um Fórum Estadual de Servidores, com a participação dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, com o objetivo de discutir o posicionamento do MP sobre a LRF, e encontrar soluções que não prejudiquem a prestação dos serviços públicos à população, evitando uma tragédia social que é a demissão pais e mães de famílias, que dedicaram suas vidas ao serviço púbico e à população do Rio Grande do Norte.