segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Eleições: tirar fotos na urna eletrônica pode gerar multa e até prisão


Os adeptos da moda selfie terão que segurar a onda na hora de votar durante as eleições que acontecem neste domingo (2). Segundo a lei eleitoral vigente, quem resolver tirar uma durante o voto pode acabar preso, pois a exigência tem o objetivo de preservar o sigilo do voto.

Segundo a legislação, quem registrar o voto, seja com máquinas fotográficas, filmadoras, celulares ou eletrônicos em geral, poderá ser multado em até R$ 15 mil e até acabar preso. Além disso, é necessário ter cautela ao usar as redes sociais no dia da eleição.

No domingo (2), você pode declarar o seu voto, mas não pode pedir votos para ninguém, nem atacar outras candidaturas em qualquer rede social, seja Twitter, Facebook, Instagram ou até Whatsapp e SMS. A medida é para que os eleitores pagos para divulgar candidaturas evitem utilizar as redes sociais para conseguir votos de última hora.

Outro ponto importante é a famosa cola na hora do voto. Como eletrônicos são proibidos, evite fazer cola digital com os números do candidatos. Utilize um papel, pois os mesários e o presidente de mesa estão orientados a determinar que o eleitor deixe os equipamentos eletrônicos que portar com eles. Vote consciente.