terça-feira, 13 de setembro de 2016

Ex-presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha é cassado


Com 450 votos favoráveis ao relatório aprovado na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados, o ex-presidente da Casa Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi cassado pelos 473 parlamentares que registraram presença na noite desta segunda-feira. O resultado foi proclamado às 23h50. A votação põe fim a um processo que já se arrasta há 11 meses. Foram 10 contrários a cassação e 9 abstenções.

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou neste domingo à noite uma liminar pedida por Cunha para tentar suspender a votação na Câmara. Foi o quinto recurso de Cunha rejeitado pelo STF, onde o peemedebista é réu em duas ações penais. Numa delas, é acusado de receber propina de US$ 5 milhões por contrato de navios-sonda da Petrobras e, na outra, de ter mantido contas secretas na Suíça. Cunha ainda responde a quatro inquéritos e a um pedido de prisão formulado pelo Ministério Público.

O Globo