quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Suprema Corte italiana decide que masturbação em público não é crime


Masturbar-se em público não é crime. Pelo menos na Itália. Foi o que decidiu a Suprema Corte do país europeu. A decisão isenta de infração até se a pessoa se masturbar com a intenção de ser vista em público.

A Corte di Cassazione, o mais alto tribunal italiano, analisou o caso de um homem de 69 anos que foi flagrado se masturbando em público na cidade de Catania.

Segundo o jornal “La Repubblica”, o idoso foi condenado por ter “posto o pênis para fora e praticar autoerotismo” na frente de alunos no campus da Universidade de Catania.

Pietro L, como o infrator de Catania foi identificado, foi condenado por tribunal local a três meses de prisão e multa de o equivalente a cerca de R$ 13,6 mil.

A decisão do tribunal foi revogada pela Suprema Corte. O caso voltará a Catania. Uma nova multa será aplicada (e ainda mais alto, a partir de R$ 20 mil), mas Pietro não terá que cumprir sentença de prisão.

Page Not Found, O Globo