sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Aprovação de Temer cresce, mas maioria desconhece reformas, aponta pesquisa


Com pouco mais de um mês de governo, as notícias são boas para o presidente Michel Temer. Além de aprovar em primeira votação a PEC 241, sua principal aposta contra a crise, uma pesquisa do instituto Ipsos revela que sua aprovação subiu nove pontos percentuais apenas no último mês.

De acordo com o estudo ao qual a BBC Brasil teve acesso em primeira mão, o presidente da República tem 30% de aprovação entre os entrevistados contra 60% que desaprovam sua gestão. A taxa de descontentes é alta, mas é a menor desde setembro de 2015, quando ele não tinha a aprovação de 55% dos brasileiros.

Em junho deste ano, a desaprovação de Temer atingiu 70% – seu patamar mais alto – contra apenas 11% de apoio. Em outubro de 2015, o então vice da petista Dilma Rousseff tinha apenas 4% de apoio.

O número de pessoas que disseram não conhecer Michel Temer o suficiente para avaliá-lo neste mês foi de 10% – o menor nível desde que Michel Temer passou a ser avaliado, em agosto do ano passado. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou menos.

Por outro lado, a pesquisa, que ouviu 1.200 pessoas, também revelou que os brasileiros sabem pouco sobre o governo do presidente peemedebista, que assumiu o poder após o impeachment de Dilma Rousseff no dia 31 de agosto. Durante o levantamento feito entre os dias 6 e 16 de setembro em 72 cidades do país, 55% das pessoas disseram desconhecer as reformas que Temer quer implantar no país.