quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Arrecadação nas eleições tem queda de 64%, informa TSE


O Globo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta terça que a arrecadação dos quase 500 mil candidatos a prefeitos e vereadores nestas eleições sofreu uma queda de 64%, se comparado com 2012, em valores atualizados pela inflação do período. O montante caiu de R$ 5,3 bilhões, arrecadados quatro anos atrás, para R$ 2,5 bilhões este ano, considerando apenas o primeiro turno das duas eleições. Atualizado, o que se arrecadou em 2012 chega a R$ 6,8 bilhões.

O percentual de participação de pessoas físicas mais que dobrou se comparado com as eleições de 2012. Este ano, as doações de cidadãos atingiu 45% do total, ou R$ 1,160 bilhão. Em 2012, esse valor foi de R$ 1,145 bilhão. Não alterou tanto, se comparado um valor com outro. Os números não estão corrigidos pela inflação.

Para o tribunal, duas razões podem explicar essa queda de arrecadação dos candidatos: a proibição de doações de empresas para candidatos e a redução à metade do período de campanha, de 90 para 45 dias. O TSE informou ainda que os partidos políticos doaram bem menos que há quatro anos. Em 2016, as legendas destinaram a seus candidatos R$ 540,6 milhões, contra R$ 1 bilhão em 2012.