sábado, 8 de outubro de 2016

Com dívida milionária, prefeito de São Tomé pode ser afastado

A Prefeitura de São Tomé enfrenta um verdadeiro caos administrativo nestes últimos meses de gestão do prefeito Gutemberg Pereira (PMDB). A cidade acumula atrasos de salários em diversas secretarias. Na Educação, os servidores já estão há mais de 90 dias sem receber seus pagamentos.

Além disso, o município registra uma dívida milionária com prestadores de serviços e com a Previdência. Para ter uma ideia do rombo financeiro, apenas o Instituto Previdenciário de São Tomé deveria ter em caixa mais de R$ 3 milhões, que ainda não lhe foram repassados. As denúncias partem dos vereadores Gá (PSDB), Nego Pereira (PSDB) e Teresa Cristina (PSD), que é a presidente da Câmara Municipal.

Gá (PSDB) revela também a falta de atualização do Portal da Transparência do município. Segundo o tucano, o fato “atrapalha o acompanhamento das contas públicas por parte da população”. A última atualização foi no dia 30 de junho.