terça-feira, 11 de outubro de 2016

Cruzamento de dados do TSE pode gerar economia de até R$ 11 bi à Previdência

O governo federal e a Justiça Eleitoral vão integrar seus bancos de dados. E já deram o primeiro passo. O presidente da República, Michel Temer, e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, assinaram nessa terça-feira (11) um acordo de cooperação técnica.

A cerimônia foi a portas fechadas, com uma rápida entrevista coletiva em seguida. O objetivo é que a parceria seja o começo de um grande sistema público de compartilhamento de dados, como explicou o presidente do TSE, Gilmar Mendes.