terça-feira, 11 de outubro de 2016

Diocese suspende sacerdote acusado de pedofilia


A Diocese de Crato/CE suspendeu a ordem de padre Lenilson Laurindo da Silva, preso na sexta-feira (07), sob suspeita de pedofilia, em Juazeiro do Norte. Em nota, a Diocese “reitera que presa pelo amor a Deus e ao próximo e não admite nenhum tipo de injustiça praticada contra aqueles a quem Deus nos confiou cuidar”.

O sacerdote foi preso após a denúncia da mãe de uma das vítimas ao Ministério Público do Estado, que investiga o caso há cerca de dois meses. Segundo o jornal “O Povo”, a titular da 6ª Promotoria da Justiça de Juazeiro do Norte, Juliana Mota, explicou que o caso tramita em sigilo “para não expor as vítimas”. Além disso, ela adiantou que as denúncias apontam mais de uma vítima.

Padre Lenilson prestou depoimento e foi encaminhado à Penitenciária Industrial Regional do Cariri. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara de Justiça Criminal de Juazeiro do Norte, efetivados com o apoio da Polícia Civil do Crato e de Juazeiro do Norte. A Diocese de Crato declarou ter sido “pega de surpresa com o mandato de prisão do padre Lenilson Laurindo da Silva, acusado de cometer crime de pedofilia”.