domingo, 9 de outubro de 2016

Governo do Estado emite nota sobre incêndio em área de Mata Atlântica

O Governo do Estado atua em várias frentes para conter o incêndio que desde a última sexta-feira (07.10) atinge a Mata do Pilão, inserida na reserva ambiental da APA Estadual Piquiri-Una, que inclui mais de 40 mil hectares em cinco municípios – Goianinha, Canguaretama, Espírito Santo, Pedro Velho e Várzea, sendo próxima ainda dos municípios de Nísia Floresta e São José de Mipibu.

Até o momento, o incêndio destruiu trechos da reserva, que incluiu áreas de mata atlântica, provocando degradação ambiental, atingindo a fauna local e podendo chegar uma área total danificada de mais de 40 hectares. O Governo está mobilizado para evitar que as chamas atinjam nascentes de rios da região. Entre as providências tomadas para conter as chamas com maior rapidez, estão:

– O Corpo de Bombeiros trabalha desde sexta no controle das chamas, mobilizando todos os esforços para conter o incêndio. Ontem o fogo chegou a ser controlado, mas, em função da área estar extremamente seca, retornou neste domingo;

– Foram contatadas todas as prefeituras da região atingida, para colaborar com esforços na contenção das chamas. Atualmente, há voluntários na região, além de equipes das prefeituras de Espírito Santo e Goianinha;

– A Secretaria de Segurança Pública deslocou o helicóptero Potiguar I para o local, para ser utilizado em áreas de acesso mais difícil, e a Companhia Independente de Proteção Ambiental (Cipam), da Polícia Militar, está no local atuando no resgate de animais feridos;

– A Defesa Civil está se deslocando para Espírito Santo, onde reunirá hoje a tarde as defesas civis municipais das cidades envolvidas;

– O Governo do Estado contactou a Marinha Brasileira, o Ibama, o projeto SOS Mata Atlântica e o ICMBio – órgão de conservação da biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente, para requisitar ajuda no controle do fogo e na medição dos danos ambientais causados pelo incêndio;

– Foi formalizada queixa-crime à Polícia Civil para que apure a origem do incêndio e, em caso de confirmação de crime, se proceda com a punição dos culpados;

– Por determinação do governador Robinson Faria, foi instaurado um comitê de crise que está monitorando e conduzindo as ações para o controle do incêndio e as medidas relacionadas ao problema, em caráter permanente, até o total controle da situação.

Até o momento, não há registro de pessoas feridas ou danos a moradias. O Executivo trabalha em diversas frentes para evitar maiores danos e conter o incêndio com a maior rapidez possível, destacando que se trata de uma ocorrência de grande porte e que toda a ajuda para a contenção das chamas será bem vinda neste momento de mobilização.

Governo do Estado do Rio Grande do Norte