quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Governo e CBF firmam parceria para realizar trabalho social


Um momento histórico para o Rio Grande do Norte, quando pela primeira vez a Seleção Brasileira joga uma partida oficial em Natal, ao disputar vaga para a Copa do Mundo da Rússia em 2018. Além do jogo com a Bolívia, o time do Brasil traz ainda o planejamento do CBF social, um conjunto de diversos eventos que agregam ações sociais, aulas de futebol e proximidade com a Seleção.

O projeto foi apresentado numa coletiva, na tarde desta quarta-feira (5), com o governador Robinson Faria, o secretário geral da Confederação Brasileira de Futebol, Walter Feldman, o presidente da Federação Norte Riograndense de Futebol, José Vanildo, o tricampeão mundial, Jairzinho Furacão, o ex- jogador da seleção e embaixador potiguar do projeto, Souza, e Diogo Netto, gerente da CBF Social, na Arena das Dunas.

No Rio Grande do Norte, como parte das ações, a organização da partida arrecadou dez toneladas de alimentos com a troca de ingressos pelo treino da seleção na Arena das Dunas; realizou palestras para universitários do curso de Educação Física; entregou ainda uma camisa autografada ao Hospital Infantil Varela Santiago. Os eventos encerram amanhã, com a participação de 50 estudantes da rede pública de ensino na torcida.

O governador Robinson falou sobre o projeto, que conheceu há alguns meses, em visita à sede da CBF, no Rio de Janeiro, e logo enxergou os benefícios para o Rio Grande do Norte. “A CBF veio para Natal já com um novo momento de relação com a população, de deixar uma semente plantada com os projetos sociais a partir deste jogo para colhermos a cidadania. E o futebol será o nosso grande instrumento, pois precisamos tirar as crianças do sedentarismo e principalmente orientar sobre a prevenção das drogas, e isso é um compromisso nosso”, disse Faria.