quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Maradona joga ‘Partida da Paz’ em Roma – e arruma briga

Grandes estrelas do futebol mundial se juntaram nesta quarta-feira para uma causa nobre: a “Partida da Paz”, organizada pelo Papa Francisco desde 2014, no estádio Olímpico de Roma. O argentino Diego Armando Maradona até tentou, mas não conseguiu manter o clima amistoso que o evento pedia. No fim da primeira etapa, o ex-jogador discutiu com seu compatriota Juan Sebastián Verón.

O momento bélico aconteceu na saída para o intervalo. Maradona se aproximou de Verón e tentou cumprimentá-lo, mas não recebeu atenção. Os dois então começaram a discutir e Maradona colocou o dedo em riste. O ídolo teve que ser contido por seguranças e, segundo relatos dos presentes, chegou a trocar xingamentos com o compatriota.

Maradona e Verón são velhos conhecidos: chegaram a atuar juntos no Boca Juniors, no fim de carreira de Diego, e se reencontraram na Copa de 2010, como técnico e jogador, respectivamente. A relação se quebrou recentemente, quando Maradona acusou Verón (hoje presidente do Estudiantes) de traição em uma reunião da AFA. “Maradona é pouco sério e suas palavras não servem para nada”, rebateu o agora dirigente, na ocasião.

Veja: