sábado, 8 de outubro de 2016

Ministro desmente boatos: PEC do Teto não cortará verba da Saúde e da Educação


Fica nítido que a ofensiva contra a referida PEC se trata de pura e simples guerra de informação, com viés político-partidário, quando resgatamos algumas notícias recentes. Dois exemplos: Dilma Rousseff cortou verbas da Saúde e da Educação, num total de R$ 6 bilhões, bem como acabou com a Farmácia Popular.

Esse povo que agora grita estava quietinho ou mesmo batendo palma para a gestão dos cortes.

Mas agora, sob pretexto de combater uma medida FUNDAMENTAL às contas públicas, levantam esse tipo de doideira com o fim de prejudicar a mudança saneadora. Motivo: não querem que o novo governo tenha sucesso. Simples assim.

E agora foi a vez do próprio Ministro da Saúde, Ricardo Barros, desmentir a boataria ensandecida. Melhor que o faça. Por mais que seja algo óbvio, é necessário rebater os discursos falsos, todos eles.