sexta-feira, 14 de outubro de 2016

O que somos

Japi não deixa de ser um arraial, um aglomerado colonial perdido no sertão.

Teima em ser suprassumo do atraso.

Deus nos livre e guarde!