quarta-feira, 26 de outubro de 2016

STF marca julgamento de processo de Renan para 3 de novembro



A presidente do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia marcou para 3 de novembro o julgamento de um processo que pode levar até ao afastamento de Renan Calheiros (PMDB) da presidência do Senado. A ação, do partido Rede Sustentabilidade, questiona a permanência do peemedebista no cargo por ele ser alvo de 11 inquéritos no STF.

A legenda acionou o Supremo após o órgão afastar Eduardo Cunha da Presidência da Câmara, argumentando que o também peemedebista era réu na Operação Lava Jato.

A decisão da ministra Cármen Lúcia deve aumentar a tensão entre Judiciário e Legislativo, que gerou uma bate boca entre autoridades, motivado pela prisão de policiais do Senado na Operação Métis.