quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Vereador ‘da Saúde’ e ‘da Farmácia’ está entre a maioria dos eleitos


Saúde e educação estavam no topo das preocupações dos eleitores nestas eleições. A conclusão não é de nenhuma pesquisa de opinião, mas baseada na lista dos quase 58 mil vereadores eleitos no primeiro turno. Ao todo, 390 vereadores se elegeram com “saúde” no nome; “farmácia” foi usado por 282. Na lista ainda constam 257 eleitos como “enfermeiro” ou “enfermeira” e 159 com “ambulância”.

A liderança, porém, é dos mestres: foram 1.396 “professores” ou “professoras”, incluindo abreviações. Na lista figuram ainda tratamentos religiosos, como “irmã/irmão” (319), “pastor” (214) e “bispo” (27), patentes militares como “sargento” (94), “cabo” (54) e “soldado” (25), e indicativos do campo profissional como “sindicato” (209), “posto” (114), “táxi/taxista” (111) ou “bar” (109).