segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Vinho com extrato de maconha faz sucesso na Califórnia



Ao longo dos últimos 20 anos, pesquisadores defenderam que consumir uma taça de vinho tinto por dia faz bem ao coração. Pensando nisso, um grupo de enólogos californianos resolveu aumentar o potencial medicinal da bebida e colocou cannabis sativa na fórmula. Assim nasceu o “Cannawine”. Lançada em 2015, a mistura levou cinco anos para ser aprovada pelos sócios de negócio.

O vinho é vendido em farmácias da Califórnia— estado americano que autoriza a comercialização de produtos medicinais feitos com as substâncias encontradas na cannabis.

“Combinamos novas sensações, criatividade, inovação e sabores reais. É um produto pioneiro que combina o melhor da indústria de fabricação de vinho com a exuberância da cannabis. Por esta razão, estamos orgulhosos de agradecer não só aos que têm colaborado para tornar este desafio possível, mas também aos que decidiram experimentar e confiar em nós”, diz um texto no site oficial da marca.

Aromatizado com extracto de maconha, o vinho tem 14,5% de teor de alcoólico. Na composição são usadas 50% uvas garnacha e 50% de cariñena, e 50 mg de canhâmo com canabidiol.

Para provar o vinho de maconha, é preciso desembolsar cerca de US$400.