segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Após um trimestre ruim, a retomada do varejo deve ficar para 2017

No terceiro trimestre, a Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE mostrou uma bateria de dados desfavoráveis ao varejo. Recuaram até as vendas de supermercados, que melhor refletem o consumo de alimentos e itens essenciais à população.

Mas, por pior que seja o quadro, houve quem esperasse resultados ainda mais negativos. É o caso do presidente da Associação Comercial de São Paulo, Alencar Burti, que viu na comparação com setembro do ano passado ligeiros sinais positivos, pois a queda de vendas estaria perdendo intensidade. Mesmo que no final do ano o quadro continue pior que o de 2015, é possível antever um 2017 melhor, disse ele.