quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Brasil deve cooperar com EUA em processos eleitorais de diversos países


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, acertou nesta quinta-feira (10), durante encontro com os participantes do Departamento de Estado dos Estados Unidos, que o Brasil poderá cooperar com os responsáveis daquele departamento pela observação eleitoral em outros países, como na África.

O presidente do TSE esteve acompanhado do ministro da Corte, Teori Zavascki, e do secretário-geral da presidência do Tribunal, Luciano Fuck. Da reunião também participou o vice-cônsul para Assuntos Políticos, John Callan.
Hoje foi o último dia de viagem oficial aos EUA, que começou no último domingo (06). Nesse período, a comitiva brasileira participou de várias atividades como parte do Programa de Eleições dos Estados Unidos (USEP), organizado pelo International Foundation for Electoral Systems (IFES).