sábado, 19 de novembro de 2016

Câmara vai gastar até R$ 26 milhões com vigilantes


A revista Época informa que a Câmara dos Deputados abriu licitação para contratar uma empresa de segurança para cuidar da vigilância das instalações da Casa, incluindo a residência oficial do presidente. A previsão é gastar até R$ 26 milhões com a contratação de 262 profissionais. Uma das exigências do edital é que os profissionais usem terno com “tecido Oxford de primeira qualidade”. Na quarta-feira (16), manifestantes invadiram o plenário da Câmara, pondo em xeque a eficácia da segurança da Casa.

Enquanto isso, o Itamaraty prevê gastar até R$ 247 mil com a contratação da intérprete de inglês Cláudia Cristina Chauvet para o presidente Michel Temer. Cláudia já atende o presidente. Esteve, inclusive, na comitiva que viajou em outubro para a Índia e o Japão. A contratação foi feita sem licitação e tem validade de um ano. Apesar da previsão, os gastos geralmente são menores. Isso porque ela só é paga quando demandada. Neste ano, por exemplo, Cláudia recebeu menos de R$ 30 mil.