terça-feira, 1 de novembro de 2016

Desde LULA, Centrais Sindicais não prestam conta ao TCU

A Lei 11.648, que Lula sancionou em 2008, atribuiu às “centrais sindicais”, como a CUT, direitos de órgãos públicos, só para que possam receber… verbas públicas. Vetou apenas o artigo que obrigava centrais, confederações, federações e sindicatos a prestarem contas desses recursos ao Tribunal de Contas da União (TCU). A lei nem previa punição por não prestar contas, mas Lula sepultou o “incômodo”.

O Ministério do Trabalho inventou que fazer sindicatos prestar contas seria contra Constituição, “que garante a autogestão” das entidades.

Entidades sindicais recebem do governo cerca de R$ 3,5 bilhões por ano. São R$200 milhões só para centrais. Sem precisar prestar contas.

A CUT, braço sindical do PT et caterva, não disponibiliza publicamente qualquer dado sobre como gasta os milhões repassados pelo governo.