segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Donald Trump usa seu clube de golfe para escolher auxiliares


O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, transformou o processo de escolha de seus principais auxiliares em um espetáculo para a televisão. Faltando ainda 15 postos de alto escalão para serem preenchidos, dezenas de personalidades políticas e militares desfilaram no fim de semana em um clube de golfe, área de alto luxo nas colinas de Somerset, no estado de Nova Jersey, de propriedade de Donald Trump, para falar com um grupo restrito de assessores que está coordenando a seleção da equipe que vai governar os Estados Unidos a partir de 20 de janeiro de 2017.

Donald Trump informou, pelo Twitter, que o general reformado James Mattis está sendo cogitado para ser o secretário de Defesa. Alguns nomes já foram escolhidos e outros serão anunciados nas próximas 48 horas. Apesar do espetáculo de pessoas passeando pelas suas propriedades, Donald Trump está evitando aparecer em público. Desde que foi eleito, ele não fala com os repórteres que fazem a cobertura da transição de governo e só manifesta suas opiniões sobre o atual momento de escolha de auxiliares pelo Twitter ou por e-mail. Ele só deu uma entrevista para o programa 60 Minutos, da CBS News.

Na ausência de Trump, quem às vezes fala sobre o andamento da escolha dos auxiliares é o vice-presidente eleito, Mike Pence, que coordena a equipe de transição. Em entrevista à emissora de televisão Fox News, Pence disse que Mitt Romney, que foi candidato pelo Partido Republicano à presidência dos Estados Unidos em 2012, está sendo considerado seriamente como o provável nome que vai ocupar o posto de secretário de Estado.