terça-feira, 29 de novembro de 2016

Há 40 anos, time uruguaio de rugby sofreu acidene nos Andes e teve de apelar ao canibalismo


Equipe de rugby sofreu acidente em 1972, nos Andes. Desesperados, sobreviventes tiveram de comer carne dos mortos para resistir. No dia 13 de outubro de 1972, um avião da Força Aérea Uruguai com 40 passageiros e 5 tripulantes, incluindo um time de rugby uruguaio chamado Old Christians, se acidentou nos Andes, matando 29 pessoas. Os sobreviventes ficaram presos nas montanhas por 72 dias antes de serem resgatados. Para não morrerem de fome, eles comeram a carne dos companheiros mortos.

Eles saíram de Montevidéu no dia 12 rumo a Santiago, no Chile, para uma partida contra o Old Grangonian. No entanto, o avião enfrentou um tempo muito ruim e foi forçado a fazer uma parada na Argentina. No dia seguinte, enquanto sobrevoava os Andes, a aeronave caiu.