terça-feira, 29 de novembro de 2016

Jogadores devem ser velados na Arena Condá, diz dirigente


O vice-presidente da Chapecoense, Ivan Tozzo, informou que os jogadores e a comissão técnica que perderam a vida no acidente aéreo na Colômbia serão velados na Arena Condá, o estádio da equipe catarinense.

Tozzo, que por causa da tragédia virou o presidente interino do clube, informou ainda que espera que os corpos dos jogadores e dirigentes sejam reconhecidos em São Paulo e não na Colômbia.

“O que a gente está fazendo é dar o maior apoio às famílias. Nossos médicos e advogados foram para São Paulo, para depois ir para a Colômbia. Parece que a identificação dos corpos será feita em São Paulo, então, as famílias têm de ir para lá. Depois, a nossa ideia é fazer o velório coletivo aqui no estádio. Trazer todos os mortos para cá. Todas as pessoas querem dar apoio, dar um abraço. Depois disso, se fará a logística para ir a cada uma das cidades”, disse Tozzo aos jornalistas.

O presidente interino destacou que apenas ele e mais um diretor do clube ficaram em Chapecó e não viajaram com a equipe. Todos os demais membros da diretoria faleceram no acidente. “A diretoria está aqui. Eu e o Gelson. O resto dos nossos companheiros foi. Eu estava na lista, mas não quis ir. Me deu um pressentimento e não quis ir. Que era para ficar na história, mas eu não fui. E aconteceu tudo isso. É difícil. Quando recebi a notícia não acreditei, pensei que estava sonhando”, disse ainda.