terça-feira, 29 de novembro de 2016

Líderes afirmam que pedido de impeachment contra Temer deve ser arquivado

Deputados da base aliada afirmaram que o pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer protocolado nesta segunda-feira, 28, pelo PSOL deverá ser arquivado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

“É uma forçação de barra esse pedido de impeachment”, disse o líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM). “Não acredito que haja nenhuma razão para abrir um procedimento de impeachment contra o presidente Michel Temer”, afirmou.

Ele lembrou que, em abril, após uma decisão do Supremo Tribunal Federal, o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), teve de aceitar um pedido de impeachment contra Temer, mas os líderes, por não verem “condições e necessidades”, sequer indicaram integrantes para compor a composição que analisaria as denúncias.

Para o líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso (DF), Temer não cometeu crime de responsabilidade e o pedido deverá ser arquivado nas “próximas horas ou dias”. “O presidente Temer tem, até por vocação, ser um conciliador, administrar conflitos, e é o que ele fez. Existia divergências técnicas, e o presidente, ao que tudo indica, procurou arbitrar, conciliar, e mediar a questão via Advocacia-Geral da União”, disse.