segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Pai mata homem que se masturbava para filha e é preso carregando corpo em carrinho


Um servente de pedreiro, de 41 anos, foi preso em flagrante quando transportava o corpo de um homem em um carrinho de mão pelas ruas do bairro Mario Andreazza, em Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, nesse domingo (27). O suspeito confessou a autoria do assassinato e disse que matou porque o homem se masturbava para a filha dele. No corpo da vítima tinha a palavra: ‘estuprador’. Na localidade fazia um ano que não tinha registro de homicídio.

e acordo com o delegado Pedro Ivo, chefe do Núcleo de Homicídios de Bayeux, a Polícia Militar fazia rondas pelo Mario Andreazza quando se deparou com um grupo de cerca de 10 pessoas caminhando com um corpo dentro de um carrinho de mão, com os pés amarrados com fios. “As pessoas quando viram a viatura uma delas atirou contra os policiais da Rotam, que revidaram ao ataque. Os suspeitos correram e apenas o servente de pedreiro foi preso e confessou a autoria do crime”, disse.

Na delegacia, o suspeito revelou que o homem estava se masturbando para uma menina de 6 anos em um sítio. A criança seria filha do suspeito, que ao saber do caso, se armou com um pedaço de madeira e conseguiu efetuar vários golpes nas contas do homem, que caiu desacordado. Ainda segundo o preso, após matar a vítima, o corpo seria jogado em um lixão do bairro.