segunda-feira, 21 de novembro de 2016

TCU diz que 70% das obras têm irregularidades

O Globo destaca que sete em cada dez grandes obras feitas com verbas federais têm irregularidades graves. O Tribunal de Contas da União (TCU) encontrou atrasos, editais direcionados, projetos com defeito, excesso de aditivos e sobrepreço em 73,9% dos empreendimentos que fiscalizou nos últimos dez anos. O TCU calcula que essas irregularidades somam R$ 20,1 bilhões entre multas que devem ser pagas à União e ressarcimento por projetos que foram concluídos com falhas. O valor leva em conta, também, a economia que o governo teria ao corrigir os problemas nas obras que estão em andamento.

Os números são resultado de um levantamento feito pelo GLOBO com base nos relatórios do Plano de Fiscalização Anual do TCU (Fiscobras) de 2007 a 2016. No período, a taxa de obras com problemas esteve sempre acima da metade, numa mostra de que, apesar dos alertas recorrentes feitos pelo tribunal, as mesmas irregularidades continuam sendo cometidas anos após ano. Desde 2007, o tribunal analisou 1.725 obras públicas; em 1.275 delas havia algum apontamento. Nos casos mais graves, o relatório recomenda o corte de recursos públicos.